Newsletter QREN

botao_newsletter

N.º 40 | 2 de dezembro de 2013

INQUÉRITO À QUALIDADE DOS ESTÁGIOS NA UE REVELA DEFICIÊNCIAS NAS CONDIÇÕES DE TRABALHO E NO CONTEÚDO DA APRENDIZAGEM
Resultados do eurobarómetro publicado a 26 de novembro

Um número significativo de formandos sentem que as suas condições de trabalho poderiam ser melhores e que o conteúdo de aprendizagem do estágio é insuficiente, de acordo com um inquérito do Eurobarómetro sobre a qualidade dos estágios na UE publicados a 26 de novembro.

Mesmo que a maioria dos estagiários consideram sua experiência útil, a pesquisa mostra que quase um em cada três estágios é considerado inferior - “substandard” - no que diz respeito às condições de trabalho ou ao conteúdo da aprendizagem.

Estas questões deverão ser abordadas na futura proposta para um Quadro de Qualidade para os Estágios a ser proposta pela CE em dezembro deste ano.

O estudo do Eurobarómetro mostra que:

  • Os estágios são comuns: cerca de metade dos inquiridos (46%) fez um estágio, e uma grande parte deles fez vários estágios.
  • Quase seis em cada dez alunos (59%) não receberam qualquer compensação financeira durante o seu último estágio. Entre os que foram pagos, menos de metade considerou que o pagamento foi suficiente para cobrir os custos básicos.
  • Quatro em cada dez estagiários não têm um contrato de estágio escrito ou contrato com a organização de acolhimento ou empresa.
  • Quase um em cada três estágios (30%) foi considerado abaixo dos standards de qualidade (“substandars”) tanto no que diz respeito a conteúdos de aprendizagem como às condições de trabalho. Perto de 25% reportou que suas condições de trabalho eram diferentes dos empregados regulares e 20% considerou que não aprenderam nada de profissionalmente útil durante o estágio.
  • A aprendizagem no estrangeiro é rara - apenas cerca de 10 % dos estágios ocorrem no estrangeiro.

Uma análise com base nos resultados do Eurobarómetro encontrou uma correlação significativa entre a qualidade dos estágios e a obtenção de um emprego. Por outras palavras, os que concluíram um estágio de qualidade inferior tiveram mais dificuldades em posteriormente encontrar um emprego.

Consulte:

Press release - Rapid                                                     

Eurobarometer - The experience of traineeships in the EU

 

 

Fonte da notícia: Site da DG Emprego, Assuntos Sociais e Inclusão da CE

contatos