Notícias

«TEMOS QUE TER POLÍTICAS ESPECIALMENTE VOCACIONADAS PARA RESPONDER AOS PROBLEMAS DOS TERRITÓRIOS DE BAIXA DENSIDADE»

10 de dezembro de 2014

Portugal 2020 «pode ser uma alavanca muito importante para o crescimento» destas regiões.

 

«Temos que ter políticas especialmente vocacionadas para responder aos problemas dos territórios de baixa e de muito baixa densidade», afirmou o Primeiro-Ministro Pedro Passos Coelho na inauguração da Escola Superior de Artes Aplicadas, em Castelo Branco. Pedro Passos Coelho acrescentou que «não podemos tratar da mesma maneira o que é bastante desigual».


O Primeiro-Ministro referiu que o Estado, na sua diversidade de níveis, «tem de prestar realmente uma atenção muito grande e criar alguns estímulos de diferenciação ou de discriminação positiva» para as regiões de baixa densidade.


O Primeiro-Ministro recordou que estes territórios tiveram muito investimento, mas este investimento «não deixou de continuar o movimento de desertificação que já se conhecia antes».


O próximo período de fundos comunitários (Portugal 2020) «pode ser uma alavanca muito importante para o crescimento» destas regiões «se soubermos aplicar bem esses recursos e se os dirigirmos realmente para projetos que tenham rentabilidade e retorno».


Pedro Passos Coelho concluiu afirmando que «temos que abandonar, tanto quanto possível, a lógica do fundo perdido. O que interessa é que os nossos recursos, públicos ou privados, têm de ser bem aproveitados - esta tem de ser a lógica».


Fonte: Portal do Governo

contatos